Últimas no blog

Os 5 porquês "A Divisão" é um filme necessário [Crítica]

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Baseado em fatos reais, o filme "A Divisão", estrelado por Erom Cordeiro, Silvio Guindane, Natalia Lage, Thelmo Fernandes e Marcos Palmeira, entrega de fato o conteúdo realista que carrega a título de anúncio e vamos explicar porquê.

Acompanhando um grupo policial, da Divisão de Antissequestro (DAAS), os agentes tem a missão de acabar com a onda de sequestros que transformou o crime em indústria e dominou o ano de 1997, no Rio de Janeiro.

Nos bastidores das investigações, a disputa de poder opõe de um lado, Mendonça – policial incorruptível porém extremamente violento – e do outro, Santiago, Ramos e Roberta – eficientes porém corruptos.

Na última segunda-feira (13), assisti em primeira mão para trazer a crítica do Portal Absurdo aos nossos leitores. Mudando um pouco o formato de crítica, decidimos criar uma lista pontuando altos e baixos da produção, confira:


Os 5 porquês "A Divisão" é um filme necessário [Crítica]


05 - Sociedade


A onda de sequestro só começou incomodar a sociedade quando os alvos passaram a ser filhos de políticos, donos de agências e famosos.

04 - Bastidores


A corrupção da onda de sequestro tratada no enredo não está apenas na favela, no pobre; também está na elite, na política e em quem "vende segurança" para a sociedade. Deixando mais essa reflexão pra gente.

03 - O tal "baseado em fatos reais"


O filme "A Divisão" entrega o resultado final de uma obra friamente estratégica e  terrivelmente realista com os efeitos especiais, trilha sonora e ambientação. É o retrato fiel do que se propôs entregar.

02 - Que interpretação é essa, minha gente? 


Apesar de Marcos Palmeira, delegado corrupto Benício, não está em sua melhor forma de interpretação, o filme em si possui um enredo e interpretação bem construído e desenvolvido. Os destaques vão para Silvio Guindane, Natalia Lage e Erom Cordeiro por suas expressões de autoridade de seus respectivos personagens.

01 - Moral


Entre um sequestro e outro, o enredo destaca o caso de Camila, filha do Deputado Venâncio, interpretado por Dalton Vigh, político que se envolve com dinheiro de caixa 2 para pagar a liberdade da filha. Ao decorrer da produção, tirar os olhos de uma cena é quase automaticamente impossível. A história causa tensão do começo ao fim e é para quem tem estômago de verdade.

Mesmo com a ação de Santiago, Ramos e Roberta realmente zerando os crimes, o troféu vai para quem não merece, assim como na vida real sempre acontece. O filme "A Divisão" conclui sua história mantendo a realidade como principal foco, o que o torna original e necessário para a sociedade.