Ads Top

Fui assistir ‘Invocação do Mal 2’ no cinema e olha o que aconteceu

Fui assistir ‘Invocação do Mal 2’ no cinema e olha o que aconteceu

Confesso que sou beeeeem chata para os filmes de terror de hoje em dia, são sempre os mesmos “sustos” com um final clichê – aff - sou fã mesmo dos clássicos como O Exorcista ou A Hora do Pesadelo, não tenho paciência pra quem tá começando, mas isso mudou... virei fã número 1 de Invocação do Mal. Podemos acabar vivenciando um dos novos clássicos de horror surgindo ainda nesta geração de tantas produções perdidas. Enfim tomei coragem (mentira fui tremendo), de ir assistir em grande tela, e sim, é tudo isso que estão dizendo por ai e muito mais! Invocação do Mal 2 traz de volta o casal Lorraine (Vera Farmiga) e Ed Warren (Patrick Wilson - p.s: acho ele um gostoooso) e nesta continuação eles são levados para Londres no ano de 1977.



Tudo estava favorecendo para o meu medo, logo no início do filme a tela do cinema dava umas paradinhas tensas e eu sentia alguém atrás de mim o tempo todo e quando olhava não tinha ninguém, isso porque estava sentando na última cadeira, fora que umas luzes acendiam sozinhas fazendo todo mundo gritar, cinema com problemas ou assombração? Medo! O filme seguiu, e já começou de forma agoniante com Lorraine vendo umas coisas do pântano.... Se teve medo da Anabelle no início do filme anterior, você vai ter o triplo de medo da FREIRA, que tem um papel fundamental no meio dos outros espíritos.

Imagens reais do caso Enfield

A trama é baseada no caso Enfield Poltergeist, registrado no final da década de 1970, que é tão assustador quanto o próprio filme. Olha só que medo gente.... No ano de 1977, a família Harper vivia em Enfield na Inglaterra, a partir do mês de agosto coisas bizarras fizeram com que a vida de Peggy e seus quatro filhos se transformasse em um inferno. Em todos os locais da casa objetos voavam, pegavam fogo, uns barulhos e gemidos teeensos, vindos de lugares onde nada poderia gera-los. Contudo a parte mais estranha desses acontecimentos misteriosos atingiu Janet, que tinha apenas 12 anos, e de um dia para o outro começou a entrar em transes, falar com uma voz “demoníaca” e ainda levitar pela casa.

Assista (se tiver coragem) o vídeo real do caso:


Invocação do Mal 2 usa bem as referências dos fatos reais e demonstra vitalidade e particularidades em suas cenas, criando uma ansiedade no público que rangem os dentes, esses momentos de sustos são sempre longe de serem bobos. A forma que é construída a “entrada do mal” na família é extremamente perspicaz. Ainda não me decidi se supera a história do primeiro filme ou não, mas com certeza é o melhor filme de terror desde o primeiro Invocação do Mal lançado em 2013, e se aproxima de formato maquinal de uma franquia. Vale a pena assistir, acompanhado é claro rs.


Tecnologia do Blogger.