Pular para o conteúdo principal

Nikki abre o coração, fala sobre The Voice, Jessie J e redes sociais em entrevista bafônica!



Nossa entrevista EXCLUSIVA!

Estrelando nossa coluna de entrevista, Visto por último (VSP), batemos um papo com a finalista The Voice Brasil 2015. Nikki nos revelou algumas de suas manias, músicas preferidas e toda sua graça... Além disso, a interprete de "Eu Faço Assim", comentou sobre sua experiência no programa, aprendizados e até mesmo a repercussão adquirida nas redes sociais durante e pós participação.

Sim, Nikki é assumidamente louca pela Jessie J, não se importa com as comparações efetuadas pelo público depois de assumir o cabelo curto e loiríssimo. Entretanto, a nova diva pop brasileira tem outras cantoras nacionais e internacionais como referência. Entre nosso papo, além do carisma e sinceridade, Nikki mostrou que é gente como a gente num bate papo descontraído. Leia na íntegra, a entrevista exclusiva do Portal Absurdo com a diva!

Mania?
Tenho mania de pesquisar tudo na internet. Qualquer assunto maluco que surja, eu vou parar pra procurar no Google e geralmente perco um bom tempo nisso! Rs

Três músicas que não podem sair de sua playlist atual?
- Eu faço Assim (minha música nova! Rs)

- Adele - All I Ask

- Jessie J - todas! Rs

Gordice?
Brigadeiro! Nunca resisto!

Qual sua maior lição no The Voice, conte-nos um pouco do aprendizado?
Acho que lidar com a pressão e com as críticas. Depois de um tempo, percebemos o quanto temos que ser maduros e estarmos focados no nosso trabalho. Foi difícil, mas me fortaleceu como pessoa e como profissional.

Teve alguma dificuldade no decorrer do programa, se sim, qual?
Foi difícil lidar com todas as viagens, o nervosismo que não me deixava dormir nem nas poucas horas que eu tinha. Estar na competição e ser julgada não só pelos técnicos, mas principalmente pelo público, é muito difícil.

Meta?
Conquistar meu espaço no mercado e poder levar minha música por todo nosso país.

Nós acompanhamos sua trajetória, desde seu inicial trabalho com vertentes house à atual pop, muitos já te compararam a algumas divas, uma delas Jessie J, como lida e o que pensa disso?

Acho que essa comparação com a Jessie J surgiu agora, pós The Voice por causa do corte do cabelo. Sou muito fã do trabalho dela, principalmente dos shows acústicos. Ela é uma das maiores referencias vocais feminina que temos no pop atualmente, na minha opinião. Fico muito feliz quando tenho meu trabalho comparado com todas essas divas que eu admiro e que me servem de inspiração. Isso me diz que eu estou no caminho certo!

Uma realização musical?
Todas as minhas músicas que lancei e pude ouvir meus fãs cantando nos shows. É muito gratificante saber que minhas musicas fazem parte da história de tantas pessoas e as marcaram de alguma forma.

Caso tenha, cite uma Inspiração internacional e outra nacional?
Tenho muitas inspirações, impossível citar uma. Jessie, Rihanna, Beyonce, Madonna, Katy Perry… O Brasil também está recheado de talentos e eu fico muito feliz de ver nomes como Anitta, Ludmilla, Preta Gil, Karol Conká e tantos artistas que vem representando o pop e suas vertentes e fazendo esse mercado crescer.

Qual artista nacional você toparia participação?
Muitos! Rs... Sou muito eclética até mesmo para definir parcerias. Sou muito aberta a colaborações inclusive entre estilos.

A internet deu voz ao povo, hoje em dia podemos notar diversos tipos de comentários e até infelizes. A artista Anitta sempre recebe diversas críticas, algumas sem respeito, caso você Nikki se deparasse com algum comentário "ruim" como reagiria e o que você pensa desse tipo de comportamento em rede?

Isso foi uma das partes mais difíceis durante o programa. Com a visibilidade, veio também muitos comentários maldosos e, na grande maioria das vezes, sem fundamento.

Foi difícil ler e não me abalar, mas para não atrapalhar meu trabalho, comecei a filtrar as coisas que eu lia. São 99% de comentários maravilhosos e eu não podia me deixar abalar com tão poucas pessoas que querem nos colocar pra baixo. Acho que tudo é uma questão de amadurecimento.

Ouça agora "Eu Faço Assim" da Nikki:


Postagens mais visitadas deste blog

Símbolos Divinos: O Olho de Hórus e o Olho que tudo vê †

O simbolo mais usado de todos os tempos "O olho de Hórus" promove uma sensação boa (em mim) em muitos e ruim em alguns (nas pessoas que não conhecem sua história e acha que é algo satânico, oi?), o que muitos desconhecem é que o olho de Hórus não tem o mesmo significado do  "Olho da Providência" também conhecido como "Olho que tudo vê", que é usado de forma correta e as vezes incorreta, saiba um pouco mais sobre a diferença do significado de ambos.

13 Situações que aconteceram no Carnaval 2017 provam que o mundo não tem mais jeito

Depois de abrir seus olhos sobre a verdadeira face do Carnaval, no post 18 Coisas ridículas que acontecem no Carnaval e você nunca percebeu , aqui estamos nós mais uma vez para salvar sua vida com o top: 13 Situações que aconteceram no Carnaval 2017 provam que o mundo não tem mais jeito.

Uber pra que te quero?



Roberta, do 'BBB 17', faz ensaio sexy e temos 20 provas de que o internauta anda mais escroto

A Roberta, ex BBB 2017 mal saiu da casa e já começou usufruindo de seus cinco minutinhos de fama e tem muita gente com invejinha disso, sim!

Tudo estava indo bem com as notícias relacionadas ao ensaio da sister, até nos depararmos com diversos comentários escrotos na publicação sobre a foto da moça no site Ego. Selecionamos um comentário pior que o outro, mesmo assim sempre tem um que se salva:




01 - Síndrome de Peter Pan do Bullying!  02 - Não pode ver um MC Donalds e acha que todo mundo é igual
03 - Perdendo a virgindade...
04 - Mais um pros quinze milhões de desempregados/desocupados na internet!  05 - Vivemos uma opressão  06 - Melhor desculpa de quem não tem como pagar...  07 - Não ter espelho em casa a gente vê por aqui!  08 - A família tradicional brasileira também usa internet e tá sem dinheiro  09 - Como se alimentam? De onde vieram?  10 - Novo bordão no sense de uma recalcada anônima  11 - Invejosiane sofre ataque transfôbico  12 - A realidade de quem faltou nas aulas de redação