Ads Top

A morte do viuvo pelos olhos negros de um anjo (capitulo 1)


Nem sempre as coisas são como imaginamos... Tudo começou em uma madrugada solitária com pensamentos tristes e uma xícara de café, os olhos de Kevin estavam recheados de lagrimas olhando o "nada" na tela de um computador, foi quando ele apareceu, BANG! Seus olhos e cabelos negros chamaram a atenção do garoto solitário, Kevin ficou encantado com Jonatha, a conversa seguiu sem pausas. 

Não demorou muito para o virtual se transforma no real, e lá estavam eles, dois rapazes a procura da mesma coisa, prontos para um encontro. Kevin apaixonou-se pelo menino que ali o esperava no ponto marcado, ele realmente tinha olhos lindos como os de um anjo, estava com a cabeça abaixada, um tanto tímido, Kevin o pegou pela mão e pediu um abraço, ficaram ali por alguns segundos, era algo inédito, paixão a primeira vista, as mãos de ambos suavam a cada toque. Seria Jonatha uma luz no fim do túnel?

Kevin decidiu leva-lo a casa de Helena, sua melhor amiga, onde ficariam mais a vontade, chegando no destino, fixou seu olhar no sorriso de Jonatha: "Você é tão lindo" disse, ele ficou vermelho e sorriu. Após uma apresentação formal, Helena deixou os dois sozinhos no sofá um tanto confortável, não demorou para uma troca de carinho seguido de um beijo leve e doce, não tinha uma segunda intenção por trás daquilo, era puro. 

Se apaixonaram como um filme clássico dos anos 80, olhando nos olhos um do outro e falando coisas sinceras, tinham os mesmos sonhos, aqueles que só se realizam quando se tem uma pessoa ao lado. 

Kevin transformou-se em um boneco de neve com um longo sorriso. Nunca havia se sentido tão romântico e apaixonado por alguém, o que ele tinha de tão especial? 

Na tarde de um domingo, Kevin recebeu a noticia de que não ia ver seu amado por motivos familiares. Porém, após algumas horas, Jonatha contou que estava tudo resolvido, iriam se ver, pulos de felicidade.

Kevin ficou horas no espelho penteando os cabelos e se perfumando, Jonatha merecia o melhor, e Kevin daria isso a ele. Havia uma certa vaidade com segurança em seu reflexo.

Ao se encontrarem ficaram de mãos dadas e trocaram caricias, andaram dessa forma até o caminho de duras pedras no qual seus amigos queriam estar. Kevin ficou tímido com a situação e não muito confortável, não queria estar ali, era romântico demais para um local como aquele. Mas via um sorriso no rosto de Jonatha, isso o deixava anestesiado.

No fim da noite, Jonatha revelou algumas coisas que fizeram tudo mudar de cor, combinaram de dá inicio a um namoro naquele dia, mas ele parecia estranho, não queria mais aquilo, achou melhor adiar o pedido para um momento mais especial. Decidiram ir embora com os amigos, não paravam de trocar carinhos no caminho até casa. Parecia um sonho para Kevin. 

Ao chegar começou a sentir um vazio por dentro, o fantasma do mal pressentimento rondava o garoto para transformar seu sonho em um pesadelo, não conseguiu dormir, pensamentos ruins penetraram em sua mente, sentia que algo estava prestes a acontecer, e não era nada agradável. 

O dia seguinte chegou com chuva e trovões, era Jonatha revelando de forma covarde sua verdadeira face, não queria mais nada com Kevin, nem seus beijos, carinhos, ligações ou qualquer tipo de contato: "Me esqueça, não quero mais nada com você" isso foi uma parte das diversas palavras que ali estavam, era um show de tormento que passava na mente de Kevin, não acreditava de forma alguma naquilo que lia, e logo lembrou do que Jonatha falou dois dias antes: "Eu não vou a lugar nenhum", "Estou apaixonado por você", "Quero você na minha vida hoje e sempre". Tudo ficou tão confuso, a mente de Kevin estava totalmente fodida, perguntas e mais perguntas rodavam em sua cabeça, o que aconteceu que mudou tudo? Ele está falando sério? Porque está fazendo isso? O fato é que era tudo uma farsa, os olhos negros não eram de um anjo, era uma pena, mais Kevin continuou solitário com olhos negros de um viúvo.

Tecnologia do Blogger.