Fila... Pra que te quero


Segundo pesquisadores do Departamento de Psicologia da Universidade de Brasilia, as filas aumentam a ansiedade, o que faz com que as pessoas percam a noção do tempo.

 Demora: Quem está na fila tem sempre a impressão de que o tempo de espera parece maior do que é na realidade. Exemplo: Num restaurante self-service, o cliente espera na fila até sete minutos para se servir, mas a sensação é de que a espera dura vinte minutos.

Ansiedade:  Sempre quem está na frente fica mais ansioso e acha que vai demorar muito para ser atendido (quem fica um pouco mais distante acha que vai ser atendido mais rápido).

Tolerância: Nas filas dos bancos e repartições publicas, a tolerância é menor, enquanto que em boates, shows e restaurantes, é bem maior.