Análise critica: De 0 a 5, que nota o novo single de Lady Gaga 'Do What U Want' merece?


Lady Gaga lançou hoje (21) um single promocional para seu quarto disco de estúdio, ARTPOP, intitulado 'Do What U Want', a música traz um refrão chiclete e uma sonoridade peculiar meio pop com R&B. Em dueto com R Kelly, Gaga demonstra um bom timbre voz, deixando tudo mais natural. A letra fala sobre não ligar para o que os outros dizem, e mostra que uma mulher pode ser dona do seu próprio corpo e da sua vida sem ligar para o machismo em massa, muito menos ser submissa. Isso é pop.

"Faça o que quiser 
O que você quiser com o meu corpo 
Escreva o que você quiser 
Diga o que quiser sobre mim 
Se você está se perguntando 
Saiba que eu não estou arrependida 
Você não pode ter meu coração 
E você não vai usar a minha mente"


A capa do single (acima) trouxe mais uma vez uma série de discussões entre fãs e os famosos haters (pessoas que não gostam do trabalho da artista), dentre os comentários, estão o de apelativa, vulgar e até pornográfica, será?


Virada de costas com apenas o bumbum amostra, Gaga se mostra no mesmo "quadro" do single Applause. Após ver a imagem centenas de vezes, percebo que não há nada de pornográfico ou vulgar, afinal o que tem demais nisso? Os marmanjos agradecem, algumas mulheres podem sentir uma ponta de inveja, mas a questão é: A capa, assim como a do primeiro single, é algo para ser apreciado e discutido e não criticado como pornográfico e vulgar. Fazer arte é agir de forma provocante, e isso Lady Gaga faz melhor do que ninguém né mesmo?

Muitas mulheres são julgadas e vistas como vulgares por mostrarem o corpo, passam por diversas humilhações e vistas apenas como um produto sexual. Já quando um homem mostra é bem diferente, é sexy, bonito, ou até engraçado dependendo da situação, então porque se uma mulher faz o mesmo é vista como vad*a?

Julgar um livro pela capa é tão patético quanto julgar uma mulher por mostra seu corpo sem pudor, não é mesmo? Se a questão é "falta de arte", pode-se dizer que a capa de Do What U Want é tão artística quando a de Applause, levanta uma bandeira de que uma mulher não se torna uma prostituta por mostrar seja qual for a parte do seu corpo, ela é a dona, faça o que quiser, diga mil absurdos, porque você não vai entra na mente de uma mulher forte. 



Por trazer de maneira perspicaz uma imagem de mulher segura, corajosa, independente e sem preconceitos, Do What U Want merece um cinco!

Compre a música no iTunes!

Obs: A análise é feita a partir do ponto de vista de quem a escreve, sendo 0 ruim, 3 regular, e 5 bom, criticas construtivas são bem vindas.