Ads Top

Filmes, séries, e curtas: As 11 melhores produções LGBT, pra assistir a vontade!


Saindo do "sério" nessa semana da diversidade e indo para a diversão, vocês vão poder assistir ou baixar grandes produções que abordam a homoafetividade, série, filmes, e curta-metragem.

Harvey Milk - A voz da igualdade (Isso é cultura)

'Milk - A Voz da Igualdade' é a cinebiografia de Harvey Milk (1930-1978), político norte-americano que assumiu sua homossexualidade publicamente nos anos 70, sendo o primeiro homossexual assumido a ser eleito a um cargo público nos Estados Unidos. No ano seguinte, Milk foi assassinado por um adversário de carreira política desconsolado com a perda nas urnas. Vale a pena assistir e com certeza se emocionar muito conhecendo a vida desse herói.


Minhas mães e Meu pai (Muitas intrigas)

Nic (Annette Bening) e Jules (Julianne Moore) são casadas e dividem um harmonioso lar na Califórnia com seus filhos adolescentes Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson). Antes de Joni entrar para a Universidade, Laser pede ajuda para encontrar o pai biológico deles, já que os dois jovens foram concebidos por inseminação artificial. Ela, indo contra a vontade de suas mães, entra em contato com o pai (Mark Ruffalo). Os jovens logo se identificam e criam laços com ele. Na medida que o pai começa a fazer parte da vida de todos, um novo e inesperado capítulo se inicia para esta família inusitada e nada convencional.


Orações para Bobby (Lição de Vida)

Em Orações Para Bobby, Maria Griffith é uma mãe cristã que passa os ensinamentos da igreja Presbiteriana para seus filhos. No entanto, quando o seu filho Bobby assume ser gay tudo muda. Enquanto o pai de Bobby e seus irmãos aceitam a sua opção sexual lentamente, a mãe Maria acredita que isso é uma doença e que Deus pode curá-lo, então ela convence Bobby a orar e participar das atividades da igreja, na esperança de mudá-lo.
Desesperado pela aprovação da mãe, Bobby faz tudo o que lhe é pedido, mas com a desaprovação da igreja contra a homossexualidade faz com que ele cresça ainda mais retraído e deprimido. A partir daí Bobby se afasta e espera que um dia sua mãe aceite-o, mas isso não acontece, então ele entra em depressão e com seu auto-ódio se culpa por não ser o filho "perfeito" e acaba cometendo suicídio.


Shelter (É muito amor)

Forçado a desistir do sonho de entrar para uma prestigiada escola de arte, a fim de cuidar da sua família, Zach (Trevor Wright) habitua-se a uma vida onde omite as suas próprias necessidades em favor de cuidar de sua irmã mais velha, Jeanne (Tina Holmes) e o seu sobrinho, Cody que o considera um verdadeiro pai. Quando o irmão mais velho do seu melhor amigo, Shaun (Brad Rowe), regressa a casa para procurar inspiração para um novo livro, Shaun e Zach acabam por desenvolver uma grande amizade.
Apesar de namorar com a jovem Tori (Katie Walder). Zach aos poucos deixa-se relacionar emocionalmente com o escritor que não esconde o fato de gostar muito dele. E apesar de sentir-se atraído por Shaun, Zach vai estar cheio de dúvidas e terá receios de enfrentar a sua verdadeira identidade, a sua família e amigos.


Hate Crime (Homofobia e Justiça)

Os namorados Robbie e Trey subitamente encontram intolerância e hostilidade do seu novo vizinho, Chris Boyd, filho de um pastor fundamentalista. Uma noite, Trey vai passear a noite com seu cão e é agredido. Imediatamente, Chris se torna o principal suspeito. Sem apoio das autoridades, Robbie recebe a ajuda de algumas fontes improváveis para executar um plano desesperado e perigoso que revela segredos que muitas vidas vão virar de cabeça para baixo e, em última instância, levar o agressor à justiça, independentemente das consequências.


Eu não quero voltar sozinho (Curta Nacional)

A vida de Leonardo, um adolescente cego, muda completamente com a chegada de um novo aluno em sua escola. Ao mesmo tempo, ele tem que lidar com os ciúmes da amiga Giovana e entender os sentimentos despertados pelo novo amigo Gabriel.


Starcrossed (Curta polêmico)

Starcrossed é um curta metragem que conta a história de um amor impossível. Darren e Connor são dois amantes que moram em uma região de subúrbio americano. É uma história que retrata a atmosfera envolvendo o relacionamento de dois irmãos sem consanguinidade que se desenvolve em algo mais do que sociedade poderia lidar. Sendo incapazes de negar o sentimento de um pelo outro, os dois irmãos tentam esconder do mundo esse relacionamento. E decidem que se este mundo não pode compreendê-los, este não é um mundo para eles.


O Golpista do ano (Comédia nota dez)

Steven Russell (Jim Carrey) é um homem que tem uma vida feliz ao lado de sua mulher (Leslie Mann). Mas quando ele sobrevive a um grave acidente de carro, sua vida muda para sempre. Steven assume que é gay e decide aproveitar tudo o que a vida pode lhe oferecer de melhor, nem que para isso tenha que dar alguns golpes. Com Rodrigo Santoro (300) e Ewan McGregor (Anjos e Demônios), O Golpista do Ano é uma fantástica comédia inacreditavelmente baseada em fatos reais.


Amando Annabelle (Muita paixão)

Simone Bradley é uma jovem professora de poesia que encontra paz e segurança entre os muros de um colégio católico. Annabelle é a nova estudante, mandada para o colégio pela mãe, uma notável senadora, como meio de reabilitação para o seu comportamento rebelde. Tal comportamento, aparentemente desregrado, exige que Miss Bradley, que além de professora é também a responsável pelo dormitório de Annabelle, lhe dedique uma maior atenção. Contudo, rapidamente a professora percebe que o verdadeiro desafio não é disciplinar o comportamento de Annabelle, mas sim disciplinar a atração que vai crescendo entre ambas.


3 Lados do Amor (Romances complicados)

Allegra (Elizabeth Reaser) é uma escritora nova iorquina pra lá de moderna, que por medo de compromisso toma um fora de sua namorada Samantha (Julianne Nicholson). Ela decide então tentar entender melhor seu medo de relacionamentos sérios e acaba acordando ao lado de Phillip (Justin Kirk), que conheceu em uma festa. Tentando curar uma ressaca e se convencer de que aquilo não passou de uma aventura boba, Allegra se vê em um, nada convencional, triângulo amoroso. Ninguém poderia imaginar que um namoro envolvesse tantas regras e tanto jogo de cintura.

Queer As Folk (A melhor série de todas)



Queer As Folk é o nome da série estadunidense e canadense, produzida pelo canal Showtime e Temple Street Productions. O seriado foi exibido originalmente nos Estados Unidos, pelo canal Showtime e no Canadá, pelo canal Showcase, sendo transmitido entre 3 de dezembro de 2000 à 7 de agosto de 2005 (nos Estados Unidos) e entre 22 de janeiro de 2001 à 15 de agosto de 2005 (no Canadá).

O nome do seriado é uma brincadeira com um ditado em inglês, de "ninguém é tão estranho como nós" ("nobody is so weird as folk"), para "ninguém é tão gay como nós" ("nobody is so queer as folk").

Adaptado por Ron Cowen e Daniel Lipman, a série foi baseada no britânico Queer As Folk, de Russell T Davies. O seriado foi dirigido por Russell Mulcahy, Bruce McDonald, David Wellington, Kelly Makin, John Greyson, Jeremy Podeswa e Michael DeCarlo e tendo como escritores principais Ron Cowen e Daniel Lipman. O seriado é distribuído pela Warner Bros. Television.

Queer As Folk narra a história de cinco homens homossexuais que vivem em Pittsburgh, Pennsylvania: Brian, Justin, Michael, Emmett e Ted. Compondo o elenco principal, ainda temos o casal de lésbicas, Lindsay e Melanie e a mãe orgulhosa de Michael, Debbie.

Entre as duas versões, existem suas diferenças do qual destacamos: a quantidade de personagens, as tramas principais e as cenas de nudez.

Este seriado é um marco na luta dos direitos LGBT, pois investe em uma trama sem cunho pornográfico ou apelativo, mostrando homossexuais como pessoas comuns, vivendo em seu dia-a-dia. As dificuldades e conquistas desta comunidade são brilhantemente retratadas nesta produção.

Tecnologia do Blogger.