domingo, 13 de maio de 2012

author photo
Continue depois da pub 💁...



A discriminação em relação aos homossexuais se expressa de várias maneiras socioeconômicas em todas as sociedades, através da obrigação de seus membros de adquirir a heterossexualidade.

Quem se opõe a “normalidade” (entenda-se: heterossexualidade) sempre é punido ou considerado portador de uma doença, vitima de preconceito.
 Esta discriminação variou de intensidade nas diferentes épocas, mantendo sempre uma continuidade.


A condição de gay ou lésbica é atacada de forma sistemática pela sociedade.
A discriminação não é obviamente operativa se os homossexuais (em geral) mantiverem na clandestinidade a sua própria sexualidade, isto é voltar para o “armário”. É no momento em que se assume publicamente que começa a guerra contra eles.
Esse comportamento preconceituoso atua em todos os setores:

* No local de trabalho: Onde além de correrem risco de demissão, são molestados por outros trabalhadores (as)

* Na sociedade: Que os impede de ter qualquer ponto de comando

* Na família: Em que a revelação de homossexualidade chega a gerar crises e chantagens de várias naturezas.

Porém, se há oprimidos, existem também os opressores. Estes se encontram geralmente nos heterossexuais (ou naqueles que acreditam que o são) : operários e patrões, homens e mulheres, jovens e adultos. Eles encontram uma serie de falsas vantagens de natureza quase exclusivamente psicológica para contribuir com a opressão. Tornar os homossexuais alvo de chacota e mostrar, em publico, o desprezo para com eles, assegura a própria identidade heterossexual para si mesmo e para outros, mantendo assim a participação na “normalidade” sexual dominante.


Se esta certeza fosse real e a heterossexualidade fosse verdadeiramente “natural”, seria difícil explicar tanta aversão a comunidade LGBT. A existência de gays e lesbicas, independentemente do fato de lutarem ou não pelos seus direitos, coloca em discussão a obrigação, ou seja, a “naturalidade” da homossexualidade.

Muitos homens e mulheres sustentam uma idéia de que hoje, entre os gêneros, uma igualdade e que “as coisas não são mais como antigamente”. Para os homossexuais, o comportamento seria o silencio.

A Bíblia não condena a homossexualidade (é inadequado usar o termo homossexualismo, pois o sufixo “ismo” denota doença e homossexualidade não é doença) Portanto seja o primeiro a deixar a ignorância de lado, e não diga mais homossexualismo e sim homossexualidade.

Em breve o assunto “Bíblia e Homossexualidade” será discutido no site, aguardem...
Não pare agora, fique com a gente 😍...
Deixe sua opinião:
Próximo artigo Próximo Post
Artigo anterior Post anterior

Publicidade

Publicidade