Digite algo e pressione enter

author photo
By On


Recife 03 de Fevereiro de 2012.



NESSA SEMANA ESTOU APENAS PUBLICANDO AS PALAVRAS DE UM POETA QUE NÃO CONHEÇO PESSOALMENTE MAS QUE SUAS PALAVRAS ME TRAZEM INSPIRAÇÃO PARA ESCREVER, ME CONSOLAM, ATÉ MESMO ME ENSINAM ALGO QUE POR MUITAS VEZES NÃO ENTENDO NO MOMENTO.
PUBLICAR SUAS PALAVRAS É UMA ATO DE HOMENAGEM.



O Itinerário da Escuridão


Adormecido em minha comiseração 
Envolto pelo meu desencanto 
Vejo as almas ainda perdidas, 
sozinhas, esvaindo-se de aleive. 
Desperto de minha agonia, 
Venho despido de altivez e falsidade 
As horas se vão e os dias se passam, 
atravessam a realidade e caem 
Quimeras vivem. 
Percorrem os caminhos denso de dor 
Sustentam-se de aparências 
Olvidam a essência do orbe 
Regressem, ou sorvam o cálice amargo da dor. 
É como esperar a nudez 
de um amanhecer cinzento
na esfinge de emoção sobre meu sepulcro
não basta abrir o coração
não é bastante não ver!
Para contemplar os jardins frios e tristes. 
É preciso também não ter amor nenhum. 
Sem amor não há sentimentos: há idéias apenas. 
Há só uma porta fechada, e todo o mundo lá fora; 
e um sonho do que se poderia ver se a porta se abrisse, 
mas que nunca é o que se espera quando se abre a porta.
Sinto-me morrer... 
Somos produto de um erro;
Há tanta vida, dor e mentiras lá fora.
Transes da morte por fim nos esperam
Já não sabemos se a contraímos ou se ela a nós.

ANJO NEGRO